10/10/2014

5

VAMOS NOS PREVENIR - OUTUBRO ROSA!





8 DÚVIDAS SOBRE O CÂNCER DE MAMA




câncerdemamaoutubrorosa
Foto - Shutterstock
Conhecido como o mês da conscientização sobre o câncer de mama, o movimento Outubro Rosa, começou nos Estados Unidos em 1990 e ganhou força no mundo todo.
Isso porque o câncer de mama é o segundo tipo mais comum em todo o mundo e o mais frequente em mulheres.
Publicidade
De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), só este ano, mais de 57 mil novos casos devem ser diagnosticados no Brasil.
Segundo o oncologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, José Rodrigues Pereira, se diagnosticado precocemente, o câncer de mama tem uma chance de cura de até 95%.
Confira abaixo, algumas dúvidas frequentes sobre o câncer de mama:
1.O que causa o câncer de mama?
Há diversos fatores que aumentam o risco de desenvolver um câncer de mama: sexo feminino, idade superior a 40 anos, raça branca, aumento da densidade mamária na mamografia, obesidade na pós-menopausa, primeira menstruação antes dos 13 anos, menopausa tardia, ausência de gestação ou gestação em idade tardia (depois dos 35 anos), terapia de reposição hormonal na pós-menopausa, história pessoal de câncer de mama, número de parentes de primeiro grau com câncer de mama e frequente ingestão de álcool em doses moderadas a altas.
2. Ele é hereditário?
Apesar de portadoras de câncer de mama citarem outros familiares com o problema, apenas 10% dos casos podem apresentar mutações genéticas hereditárias.

3.O uso de anticoncepcionais ao longo da vida pode contribuir com o problema?

A relação entre o uso de anticoncepcionais orais e o aumento no risco de câncer de mama ainda é controverso. Estudos epidemiológicos com milhares de mulheres não demonstraram aumento significativo no risco de câncer de mama. Além do mais, os anticoncepcionais atuais possuem dosagem hormonal inferior aos que eram usados antigamente.
4. O autoexame é capaz de detectar todos os tumores?
Não, menos de 10% dos tumores de mama são identificados por meio do autoexame. Ele não deve ser considerado como substituto à realização da mamografia porque não foi demonstrada redução da mortalidade por câncer com essa prática.
Mas, nem por isso deve ser abandonado, pois o autoexame pode reduzir o número de casos avançados.
5. Todo nódulo na mama pode virar câncer?
Aproximadamente 90% dos nódulos de mama palpáveis em mulheres entre 20 e 50 anos são benignos, como os fibroadenomas, cistos ou necroses do tecido adiposo. Algumas características clínicas, como inchaço da pele, retração cutânea, ulceração e sangramento pelo mamilo podem indicar a presença de câncer de mama.

6.Como é o tratamento?

Existem cinco modalidades de tratamento que devem ser avaliadas conforme as características de cada caso: cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonoterapia e terapias -alvo.
7. Quais as chances da doença voltar?
Quanto mais precoce for diagnosticado o câncer de mama, maior a chance de cura. Tumores em estádios iniciais apresentam chance de cura em 80 a 95% dos casos. Nos tumores em estágios avançados, a chance de cura cai para 50 a 70% dos casos.

8. É possível prevenir o câncer de mama?
Algumas medidas podem reduzir o risco de câncer de mama. A amamentação pode reduzir o risco em 4,3% para cada 12 meses dessa prática. A ingestão de alimentos ricos em fitoestrogênios, como soja (isoflavona) e as frutas (lignanas) também pode ter efeito protetor.
A prática de atividade física regular e controle do sobrepeso na pós-menopausa também reduzem o risco. Além disso, deve-se evitar o uso de terapia de reposição hormonal na menopausa por período prolongado e a ingestão de grandes quantidades de álcool.

5 comentários:

  1. Ivone de muita utilidade esse post, muito esclarecedor! Compartilhar informações certas é uma ótima maneira de divulgar a outubro rosa. Beijo querida

    ResponderExcluir
  2. Escelente post! Bem esclarecedor... Beijos!

    ResponderExcluir
  3. É um assunto muito sério e as mulheres tem que se prevenir periódicamente sem relaxar! Nossa saúde é o nosso maior tesouro!

    ResponderExcluir
  4. Ivone adorei o post muito explicativo e interessante informação é sempre bom tenho 57 anos e faço o exame anualmente!

    ResponderExcluir
  5. Temos que nos preocupar mais com nos mesmas que isso faz parte
    Essa ideia do Outubro Rosa é um espetáculo é uma forma de chamar a atençao das mulheres e devemos nos cuidar hoje e sempre para poder sempre evitar um mal maior depois.
    Super esclarecedor seu post amei

    Bjao

    ResponderExcluir